O QUE É ARQUITETURA (((Eu li e recomendo)))

Partilhar

No livro O Que é Arquitetura, o autor Carlos A. C. Lemos fala da Arquitetura desde o início dos tempos. O livro nos transporta a diversos lugares em variadas épocas para esclarecer como tudo iniciou. Lembrando que não é técnico, o autor escreveu de forma resumida e detalhada todos os pontos para denominar a Arquitetura fazendo com que qualquer pessoa que leia o livro perceba claramente do que se trata.

Escrito em apenas oitenta e cinco páginas o livro O que é Arquitetura, é escrito em uma espécie de linha do tempo, retratando a historia da arquitetura resumidamente. Com um texto fácil e objetivo, faz com que qualquer leitor perceba do que realmente ele que mostrar, fazendo com que prenda o leitor até o final do livro, deixando-o com expectativa de mais conteúdo.

No primeiro capitulo, titulado de “A Construção Bela” o autor denomina ao termo Arquitetura, afirmando que é providência de construção bela. Sendo que ele separa os diversos tipos de trabalhos em três grupos: a construção a partir de um movimento artístico, a construção sem nenhuma referência ou preocupação artística e por último as construções feitas ao acaso.

Porém se pararmos para observar, tudo é válido e tudo flui, pois não existe diferença entre o feio e o belo. Se analisarmos a fundo a Arquitetura é denominada por uma junção cronológica e cultural.

No capítulo seguinte denominada “A Arquitetura ao Longo do Tempo” já conseguimos entender a ordem cronológica e específica do que é Arquitetura e as mutações que ela sofre até chegar aos dias de hoje. Pois a Arquitetura não foi criada intencionalmente, e sim para atender as necessidades do homem. Como já dizia Platão e é citado no livro: “A Arquitetura e todas as artes manuais implicam uma ciência que tem, por assim dizer, sua origem na ação e produziu coisas que só existem antes”. E desde então foram surgindo diversas opiniões e fundamentos para especificar claramente o que é Arquitetura.

Sendo que um dos conceitos mais usados até hoje foi o de Virtrúvio, ele cria os dez livros da Arquitetura, seu pensamento é dividido inicialmente em três pontos: Solidez, utilidade e beleza, só mais tarde que ele dispõe mais divisões para a classificação, que é a: Ordenação, Disposição, Eurritmia, simetria, conveniência e distribuição. E é claro que todos esses conceitos passam por alterações e são disseminados em um leque de tópicos de acordo com o tempo por diversas pessoas.

E assim na Arquitetura foram surgindo fundamentos mais concretos, experimentos mais específicos, iniciando estudo e pesquisas para que na posteridade ocorresse toda essa transformação para que a funcionalidade andasse paralelamente com o belo. Como diz August Perret: “A Arquitetura é a arte de organizar espaços, e é pela construção que ela se expressa”. E completando a frase: “Móvel ou imóvel, tudo aquilo que ocupa o espaço pertence ao domínio da Arquitetura”.

Depois de tantos experimentos, teorias e fundamentos, o terceiro capítulo “O Partido Arquitetônico” traduz a Arquitetura numa forma mais técnica e plausível, afirmando que a Arquitetura é toda e qualquer intervenção no meio ambiente para atender as necessidades. Portando o partido arquitetônico nada mais é que a ordenação, ou seja, é a divisão correta e pensada para os espaços. Sendo assim quando se desenvolve um projeto, é necessário um aprofundamento em pesquisa para idealizá-lo de forma concreta.

Nesse capítulo a Arquitetura brasileira fica definida depois de tantas classificações que vieram ao longo do tempo, sendo o país com a diversidade cultural que existe, e a grande extensão territorial. Podermos encontrar uma particularidade mesmo com toda influência, sem esquecer tudo aquilo que aqui foi desenvolvido inicialmente, era o que estava ao nosso alcance. Assim consideramos a importância que é o programa de necessidades no partido arquitetônico, quase tão importante quanto o sistema construtivo. E assim conseguimos perceber que não podemos entender o presente sem estudar o passado para planejar o futuro.

No último capítulo “Arquitetura Moderna” é basicamente tudo aquilo que foi dito anteriormente, porém agora de forma mais estruturada, ou talvez mais ousada. Porque depois de todos os estudos, pesquisas e experimentos, a Arquitetura moderna se define em algo inovador e minimalista, mas sempre buscando idéias e base em algo que já foi feito.

Em minha opinião, penso que é de suma importância para qualquer estudante de Arquitetura, mesmo sendo um breve resumo do que é a arquitetura; ao mesmo tempo podemos usá-lo como referência para um trabalho de pesquisa mais aprofundado.

Apesar de o livro ser voltado para um assunto bem específico, ele pode ser lido por qualquer pessoa, principalmente aos estudantes do Ensino Médio, que estão em fase preparatória para a profissão.

O autor do livro O Que é Arquitetura, Carlos Alberto Cerqueira Lemos, além de arquiteto formado pela Universidade de Mackenzie, trabalha também com inúmeras atividades relacionadas á arte, inclusive tem inúmeros livros publicados, todos relacionados ao mesmo. Suas atividades são de grande importância no cenário da Arquitetura brasileira.

luiZHENrique Dias

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...